vida útil de equipamentos

Quais os principais fatores que influenciam a vida útil de máquinas pesadas?

Os equipamentos apresentam uma vida útil variada. No entanto, ela pode ser prolongada ou reduzida a depender de alguns fatores. Por isso, é importante conhecê-los.

Sabe-se que, quanto mais rápido ocorre a depreciação física do equipamento, menos funcional ele fica e o seu valor de mercado diminui.

Vamos analisar, então, quais são os principais fatores que influenciam a vida útil de equipamentos pesados. Desse modo, você poderá se prevenir e ter máquinas mais duráveis. Boa leitura!

Por que os equipamentos se depreciam?

Por causa do desgaste natural, os componentes mecânicos acabam reduzindo a sua eficiência e o tempo de vida útil do equipamento. Precisamos lembrar, ainda, que as máquinas pesadas estão sujeitas a condições extremas de trabalho, em ambientes agressivos, e a diferentes fenômenos da natureza, como chuva, sol e ventos.

Um exemplo trazido por Junio Silva, instrutor de treinamento técnico do Grupo Tracbel, é a atividade em minerações subterrâneas em vários ciclos. As máquinas pesadas também são utilizadas na construção civil, no agronegócio e em outros setores da economia.

Claro que a depreciação influi diretamente no preço do equipamento. Quanto mais próximo do fim de sua vida útil, menor será o valor do produto. Outro fator que influencia a depreciação é que as máquinas passam por atualizações e, consequentemente, os modelos mais antigos vão perdendo o seu valor.

Quais os fatores que reduzem a vida útil dos equipamentos?

Valem citar os principais fatores que diminuem a vida útil dos equipamentos, os quais estão elencados abaixo.

A falta de manutenções

Manutenções rigorosas, realizadas periodicamente, seguindo as recomendações do fabricante, agregam valor ao equipamento. Elas asseguram que a máquina cumprirá o seu ciclo de vida útil completamente.

A falta delas, por outro lado, pode reduzir a durabilidade dos equipamentos. Existem quatro tipos de manutenção. Confira abaixo!

Manutenção preditiva

A manutenção preditiva antecede à manutenção preventiva. Trata-se de uma análise que procura prever falhas com exatidão. Também pode ser feita em conjunto com a manutenção preventiva.

Manutenção preventiva

É o tipo de manutenção realizado periodicamente conforme o plano do fabricante. Isso garante que os componentes mecânicos funcionarão sempre com os lubrificantes indicados e dentro do prazo de validade (os lubrificantes também têm vida útil).

Manutenção corretiva

As manutenções corretivas acontecem de modo não programado e são muito necessárias quando as preditivas e as preventivas não foram devidamente realizadas.

Manutenção diária

As manutenções diárias consistem, em sua maioria, em inspeções visuais efetuadas todos os dias, como a verificação de níveis.

O uso de peças não originais

Esse é outro problema que interfere na vida útil de equipamentos. Embora nem sempre seja devidamente considerado pelos gestores, esse ponto é importante. As peças originais oferecem maior qualidade e especificações ideais para cada tipo de máquina pesada. Elas têm também uma maior confiabilidade.

Ademais, os componentes autênticos, quando colocados pela concessionária, têm garantia de fábrica na maioria das vezes. Vale a pena, então, escolher aqueles que são de boa qualidade para que a performance do equipamento não fique aquém do esperado.

O desrespeito aos limites da máquina

Lembre-se de que, como você, toda máquina pesada tem os seus limites. Por exemplo, uma que utiliza um material rodante jamais alcançará a velocidade de uma máquina de rodas.

Por isso, recomenda-se nunca forçar o equipamento. Use entre a primeira e a segunda marchas. Só passe a terceira marcha (ou outra superior a ela) em casos bem específicos.

O manuseio inadequado

As operações de máquinas que não cumprem as determinações do fabricante provocam um desgaste antecipado dos componentes mecânicos. Isso tende a resultar na quebra deles.

A falta de limpeza

Sujeira acumulada, como lama, areia, terra, folhas e vegetação em geral, pode provocar travamentos nos roletes e danificar sapatas, buchas e elos. Depois de um dia de trabalho, o correto é você fazer a limpeza da máquina.

O horímetro muito avançado

Máquinas com horímetro muito avançado estão mais vulneráveis a danos em componentes de valor mais elevado e de maior complexidade. Isso acontece porque esses equipamentos já estão mais próximos do fim de sua vida útil.

O que fazer para aumentar a vida útil dos equipamentos?

Podemos resumir as ações que contribuem para aumentar ou garantir a vida útil dos equipamentos conforme os tópicos a seguir.

Fazer a efetivação das manutenções preventivas

É importante realizar as manutenções preventivas conforme o período determinado pelo fabricante, fazendo sempre uso dos materiais recomendados.

Acompanhar as operações e o treinamento dos operadores

Por meio de softwares de rastreamento, podemos acompanhar se a máquina pesada está em operação de acordo com as normas do fabricante, sem que esteja submetida a forças além do que pode suportar. O treinamento dos funcionários garante que eles a utilizarão da forma correta.

Acompanhar a manutenção

Com um monitoramento eficaz das operações, é possível realizar o mapeamento das falhas com mais precisão. Assim, elas poderão ser tratadas e eliminadas.

Quais são as consequências da falta de cuidados?

Já vimos que a falta de cuidados, como os que foram citados acima, leva à redução da vida útil de equipamentos. Nem sempre as ações de cautela aumentam a durabilidade das máquinas, mas elas garantem a sua funcionalidade até o período determinado pelo fabricante.

Sem os cuidados necessários, você terá mais gastos relacionados a consertos que poderiam ser evitados, a compras de peças, a manutenções corretivas constantes e até a compras antecipadas de novas máquinas (quando os equipamentos realmente encerram a sua vida útil antes do tempo).

Outra consequência é a desvalorização. Uma máquina bem conservada tem um valor maior de mercado, seja para venda, seja para locação, e representa um importante item patrimonial. Caso contrário, é um equipamento de baixo valor que, durante uma revenda ou troca, trará prejuízos ao empreendedor.

Finalmente, podemos falar também da queda na produtividade. Um equipamento malcuidado não oferece o mesmo desempenho de uma máquina em bom estado. Se o equipamento tiver uma operação e uma manutenção apropriadas, a produtividade pode apresentar um aumento considerável, de até 50%.

Existem, portanto, fatores diversos que interferem na durabilidade das máquinas. Você deve ter todos os cuidados necessários para que isso não se torne uma realidade.

Ou seja, para que a vida útil de equipamentos não seja reduzida e para que eles não tenham o seu valor muito depreciado, as manutenções são de máxima relevância em um programa de cuidados e de conservação.

O que achou do post? Está precisando de máquinas pesadas para o seu negócio? Então, aproveite para entrar em contato com a Tracbel, fornecedora de equipamentos e de veículos pesados para construção civil, mineração, indústria de manuseio, pedreiras, florestal e outros segmentos.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

1 Comentário

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.